Mais NYC – O Central Park e o seu entorno

Quando olhamos um mapa de NYC, não há como não se surpreender com a imensa área verde no Centro de Manhattan, mais precisamente 341 hectares, localizada entre os bairros Upper East Side e Upper West Side.

Não dá para subestimar o Central Park. Imagine ele como o Louvre dos parques; planejar é preciso. Há uma infinidade de pontos de interesse arquitetônico, locações de filmes, espaço para se exercitar, espaço para fazer nada, muita beleza natural e até um museu de arte!

E não bastassem todos os seus atrativos, a cada estação o parque muda de cara e de humor. Um lugar para visitar e se encantar sempre.

Upper East Side

O UES é o lado que concentra as mundialmente conhecidas Quinta Avenida, Madison Avenue e Park Avenue, então já dá para ter uma idéia da cara (exclusiva) que tem esse bairro: ali está o metro quadrado mais caro de NY.

Nós fomos de metrô até uma estação pertinho da Park Avenue e viemos caminhando até a Quinta Avenida, curtindo a atmosfera sofisticada do lugar.

        

Essas flores que mais parecem legumes colorem os canteiros em pleno inverno

Purple Cabbage Flower – flores de repolho (!) dão vida e cor aos canteiros nas ruas

Aquele trecho da Quinta Avenida, bem coladinho no Central Park, ganha o nome de Museum Mile, tendo como seus maiores representantes o Guggenheim e o MET.

O The Guggenheim é outro museu de arte moderna e contemporânea, mas sem dúvida o que mais impressiona é a sua arquitetura arrojada, concebida pelo genial arquiteto Frank Lloyd Wright. É considerado um dos mais importantes monumentos arquitetônicos do século XX.

Na frente do Guggenheim, atravessamos a avenida e já estamos num dos acessos ao Central Park.

Exatamente ali está o Jacqueline Kennedy Onassis Reservoir, um lago de 43 hectares que conta com uma vista incrível dos prédios do Upper West Side. A mesma vista responsável pela alegria dos afortunados moradores do bairro e pelo sobrepreço dos apartamentos da região.

A pista que contorna o Reservoir é onde os nova-iorquinos chiques e elegantes fazem a sua caminhada ou corrida diária. Vai que você encontra o Bill Clinton, a Madonna ou a Sarah Jessica Parker por ali em seu momento fitness…

Saímos caminhando a partir dali e em poucos minutos já nem lembramos mais que estamos numa cidade frenética como essa. Paz total. E, por sorte, um lindo e friozinho dia de sol.

Passamos por caminhos bucólicos, com pouca gente à vista.

As árvores estão completamente secas, o que facilita a visualização de esquilos.

O que pode tomar um longo tempo do seu dia se você gostar do bichinho, pois há verdadeiras comunidades deles por ali e parecem nem mais se importar com a presença humana. Fazem poses incríveis para as fotos.

   

Não bastasse o Central Park ser o que é, ele ainda abriga um dos maiores museus de arte do mundo, o MET – Metropolitan Museum of Art. O prédio, em estilo neoclássico, é ponto cultural obrigatório da cidade.

A coleção de arte egípcia do MET é a maior fora do Cairo. A atração mais popular é o Templo de Dendur, construído pelo imperador Augustus em homenagem à deusa Isis.

Galeria de Arte Egípcia - Sackler Wing - Templo de Dendur

Galeria de Arte Egípcia – Sackler Wing – Templo de Dendur

Presente do governo egípcio, o templo foi completamente desmontado do seu local original, na Nubia, e remontado numa ala especial do museu.

  

O templo estava ameaçado pelas constantes inundações do Lago Nasser e hoje está a salvo em NY, para deleite dos admiradores do Egito antigo.

         

O acervo de pintores europeus também é um dos maiores do mundo e conta com nomes como Renoir, Veronese, Matisse, Vermeer.

Study of a Young Woman - Johannes Vermeer

Galeria de Pinturas Européias – Study of a Young Woman – Johannes Vermeer

Galerias de esculturas e artes decorativas como esta mostram seleções de móveis, objetos decorativos, esculturas e pinturas de um mesmo local e época: aqui, a Inglaterra da metade do século 18 até o início do século 19.

Uma das alas do MET

Galeria de Esculturas Européias e Artes Decorativas – Heathcote Gallery

Aqui um exemplar de vaso de jasperware, pedra polida que já foi confundida com um tipo de porcelana, em sua cor mais clássica que se tornou conhecida como Wedgwood Blue.

Vase with Cover - John Flaxman

Vase with Cover – John Flaxman

Noutra galeria perto dali uma escultura de bronze italiana nos chama a atenção: poderia ter servido de inspiração para o logotipo da Starbucks? Inevitável a comparação!

Siren - escultura de bronze italiana

Galeria de Esculturas Européias e Artes Decorativas – Siren –  século 16

Ainda há alas dedicadas à arte da África, Ásia, Oceania e Américas, armas e armaduras, esculturas, fotografias, entre outros. Ou seja, acervo suficiente para muitas imersões no museu; planejamento do que se pretende ver é essencial.

Galeria de Armas e Armaduras

Galeria de Armas e Armaduras

E claro que o museu em si tem seus encantos, como este amplo e claro jardim interno repleto de esculturas…

…Como esta, magnificamente esculpida em um bloco único de mármore.

Na saída registramos a cena do comércio ao ar livre, com vendedores ambulantes oferecendo cópias de diversos quadros do museu. Vale a pena dar uma olhada.

E retomamos a rota por dentro do Central Park. Primeiro passamos pelo The Loeb Boathouse, um icônico restaurante no meio do parque e junto ao lago, que além de servir refeições em um agradável ambiente envidraçado, também viabiliza passeios de barco e de gôndola.

Impossível imaginar porque alguém pagaria 150 dólares para andar de gôndola em qualquer lugar que não fosse Veneza… o barquinho parece uma opção bem mais nova-iorquina-turística.

Seguimos pelo contorno do The Lake e chegamos à Bethesda Fountain, que possui uma escultura de bronze em estilo neoclássico chamada Angel of Waters.

Se você cansou de caminhar, pode fazer um tour de riquixá, conhecidos aqui como pedicabs. Os passeios podem durar de 1 a 4 horas e os guias parecem bem empolgados em mostrar os pontos turísticos do parque.

Outra forma mais old style de circular pelo parque são os passeios de carruagem. Esses são curtinhos, com duração de 45 minutos, mas parecem meio monótonos, pois as carruagens andam devagar, enfileiradas, como se fosse uma espécie de parada. Mas se você curte, vá em frente!

E é claro que as boas e velhas bikes também estão à disposição por lá. Dá para alugar por conta ou contratar um tour temático de Arte & Arquitetura ou Cinema & TV (passando pelas mais famosas locações de filmes e de séries televisivas), com duração de 1 ou 2 horas. Essa nós não fizemos, mas da próxima vez não escapa!

Atrações e atividades à parte, o Central Park também pode ser um lugar bastante contemplativo, bom para passar o tempo na melhor companhia que existe: nós mesmos.

        

Central Park com neve

Se por um lado não está fazendo o frio habitual da época, por outro lado deixamos de ver a neve que deixa o Central Park tão encantador no inverno. Não se pode ter tudo nessa vida, não é mesmo?

Mas felizmente temos o registro de uma viagem anterior, com o parque após uma boa nevasca.

Os caminhos solitários…

Arte e arquitetura adquirem maior dramaticidade…

Os poucos animais que se animam a dar as caras com tanto frio enchem de cor e alegria o cenário branco…

  

Reina a paz.

The Lake... congelado

The Lake… congelado

Sinistra mesmo fica a famosa escultura de Alice no País das Maravilhas. Mas felizmente no verão ela fica bem mais simpática!

Upper West Side

Outra forma interessante de chegar ao Central Park é pela Columbus Circle, no UWS. Trata-se de uma famosa rotatória cujo nome homageia Cristóvão Colombo. Mas o que chama a atenção por ali mesmo é o globo de aço localizado em frente à Trump Tower, que é vizinha da Time Warner.

      

Estando por ali é só atravessar a rua e acessar o parque por uma de suas principais entradas, Merchant’s Gate.

Não sem antes observar os detalhes da escultura que fica bem ali. O The Maine Monument, em estilo Beaux-Arts e todo em mármore, homenageia os mortos na batalha naval do Maine com suas figuras mitológicas que representam Vitória, Paz, Coragem, Força e Justiça.

Ou dar uma explorada na região, que é bem agradável por sinal.

Uma das ruas do Upper West Side

Uma das ruas do Upper West Side

Bem próximo à Columbus Circle, na Columbus Avenue, fica o Lincoln Center, um verdadeiro complexo voltado às artes, seja pelas organizações que abriga (Filarmônica, Ballet, Opera), seja pelo intenso calendário cultural (dança, música, teatro, cinema, semana de moda). Entretenimento de alto nível. Esse é o tipo de coisa que diferencia uma metrópole de uma mera cidade grande.

Lincoln Center - cenário de Cisne Negro!

Lincoln Center – cenário de Cisne Negro!

E pertinho do Lincoln Center, na Broadway, tem uma loja Bed, Bath and Beyond. Para uma pausa de compras de artigos de cama, mesa, banho e muito, muito mais. Na verdade ela é um pouco diferente do que imaginávamos: menos sofisticada, muito mais sortida. Um verdadeiro delírio para housewifes.

Desse lado do parque tem museu também. A partir do Lincoln Center, são cerca de 12 quadras até o American Museum of Natural History. É um programa imperdível especialmente para adoradores de dinossauros; a coleção de fósseis vertebrados é a maior do mundo.

Tiranossauro-Rex

Fossil Halls – Tiranossauro-Rex

Esqueleto de mamute

Fossil Halls – Mamute

Também possui  a mais completa exposição do país sobre a história do Homo Sapiens,  no Hall of Human Origins.

  

Do Upper West ao Upper East

Mas se museu não for a pedida, a uma curta caminhada a partir da Columbus Circle já estamos de volta ao Upper East Side, justamente na Quinta Avenida e num ponto que concentra lojas interessantes como a Bergdorf & Goodman (uma das lojas de departamentos mais sofisticadas e caras da cidade), a Fao Schwarz (de brinquedos cobiçados até por gente grande) e a Apple Store, que dispensa apresentações.

Barbie Foosball Table - edição limitada na Fao Schwarz, pela bagatela de 29 mil dólares! (Charlie Sheen já comprou a sua)

Barbie Foosball Table – edição limitada na Fao Schwarz, pela bagatela de 25 mil dólares! (Charlie Sheen já comprou a sua)

Depois que você cansar de tanto agito, nada mais justo que um tradicional chá da tarde no The Plaza, ícone de luxo na cidade, no melhor estilo Sex and The City.

Por cerca de 40 dólares você passará um momento inesquecível no The Palm Court, um amplo e refinado espaço tropical-chic, completamente decorado com palmeiras.

Reservar é absolutamente necessário, por favor. Mas você merece!

Maiores Informações:

Central Park

Solomon R. Guggenheim Museum

MET – Metropolitan Museum of Art

American Museum of Natural History

Lincoln Center

The Plaza

Sobre Pati Venturini

Engenheira, blogger, chocolatière na Méli-Mélo Chocolat e co-autora do blog de gastronomia e viagens De Garfos e De Quartos.
Esse post foi publicado em Estados Unidos, Nova Iorque e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Mais NYC – O Central Park e o seu entorno

  1. Eymard disse:

    Pati!! Uma delicia refazer esse passeio com as tuas lentes.
    Lá em cima, na 72 west, tem o famoso Dakota. Palco da tragédia com Lennon. Vale entrar no Central Park e curtir a homenagem bem em frente ao histórico edifício.
    No Plaza sempre recomendo descerras escadas para deliciar-se no Food hall de tood english. Está cada dia melhor.abs

    • Oi Eymard!
      Obrigada pelo comentário e pelas valiosas contribuições! Infelizmente não passamos por Strawberry Fields, para registrar o circulo Imagine do John Lennon… Sem dúvida é uma das grandes atrações do Central Park! E a dica do The Plaza já está anotada para a próxima ida. NY, assim como nossa amada Paris, é para ser visitada muitas vezes! André já foi para lá algumas vezes, essa foi a minha primeira e já fico imaginando quando voltaremos… Imagino o Central Park na primavera… Que cidade!
      Abraço,
      Pati

  2. Maicon disse:

    Olá, tudo bem?
    Ótimo post, super completo! Parabéns!
    Só tenho uma pegunta, em relação a alimentação, onde comer no central park?

    • Oi Maicon
      Obrigada! Não comemos dentro do Central Park, então não podemos opinar. Há um restaurante perto do lago mas não sei se é bom ou somente turístico.
      Abraço,
      Pati

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s